TAG dos 50%: melhores e piores livros de 2018 (até agora)

julho 26, 2018


Chega o meio do ano (no meu caso, um pouquinho depois) e é hora de fazer um apanhado das leituras realizadas até aqui. A TAG dos 50%, que eu vou responder hoje, nos auxilia a saber os melhores e piores livros do ano até o presente momento, com algumas perguntas muito legais envolvendo todas as obras que nos dispusemos a ler neste ano.

Este é o primeiro ano em que eu respondo à TAG e estou ansiosa pra seguir fazendo isso por muitos e muitos anos. Então vamos às perguntas:

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2018.

Tenho um top 3 desse ano que está incrível e difícil escolher, mas no momento eu vou ficar com "A Insustentável Leveza do Ser", do Milan Kundera, que eu li lá em Janeiro e me deixou completamente impressionada com a carga filosófica, com a construção dos personagens, com a escrita e tudo sobre aquele livro. Eu tentei passar um pouco de sua estrutura em maravilhas na resenha que você pode ler clicando aqui.


2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2018.

Eu não tenho o costume de ler séries e, justamente por isso, não comecei nenhuma série e não li nenhuma continuação. O livro mais próximo de uma continuação que eu li até o momento, foi a segunda obra da Rupi Kaur, "O que o sol faz com as flores" e, por sinal, adorei. Já temos resenha de "Outros Jeitos de Usar a Boca" aqui e a resenha de  "O que o sol faz com as flores" sai essa semana!


3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

A Darkside lançou no início do ano "O Colecionador", do John Fowles e eu fiquei com muita vontade de ler. Tudo bem que é um relançamento de um clássico, mas a Darkside recria as edições com tanto carinho e maestria que é como se estivesse lançando o livro pela primeira vez.


4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Eu acompanhei pelo Instagram a Paola do Livro e Fuxicos no processo de criação do livro dela e, apesar de eu não ler muitos romances históricos, fiquei ansiosa e com vontade de ler o "Volte para mim" escrito por ela.


5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

Eu li muitos livros muito bons esse ano, mas acredito que o que ficou abaixo dos outros foi definitivamente "Um Caso Perdido" da Colleen Hoover. Foi meu primeiro CoHo e eu não achei tão incrível como todo mundo parece achar. O tema que ela se propôs a tratar é muito importante, mas alguns aspectos da história foram previsíveis demais pra mim. Falei mais sobre ele na resenha (leia aqui).


6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Esse prêmio vai para "Ratos e Homens", de Steinbeck. É um livrinho de apenas 100 páginas e que eu comecei a ler despretensiosamente. Nas primeiras páginas eu já estava apegada aos personagens, curiosa e até temerosa por eles e pelos acontecimentos que se seguiriam. Me emocionei demais, a história ficou comigo por muito tempo e tudo isso em apenas 100 páginas. Leia a resenha aqui.

Porém, preciso citar também "Clube da Luta", de Chuck Palahniuk que já é conhecido por muitos, mas que eu li apenas esse ano. O final me deixou de queixo caído. Eu fiquei surpresa demais com aquela reviravolta épica! Falei mais sobre ele aqui.


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre ou que você conheceu recentemente).

Depois da resposta da pergunta anterior, não há dúvida de que Steinbeck, que eu conheci apenas esse ano, se tornou um dos meus escritores favoritos da vida! Li "Ratos e Homens" e "As Vinhas da Ira" (resenha aqui) esse ano e, sem sombra de dúvidas, ele entrou para a lista de autores favoritos.


8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Concluí a leitura de "O Conde de Monte Cristo" há dois dias (já estou com saudades) e, apesar de ser fã de carteirinha do Conde, o personagem que eu tive uma quedinha foi Morrel (o filho). Ele é um rapaz muito honrado, bastante apaixonado por uma jovem do livro e um dos que permanece com o Conde até o grande final. 


9. Seu personagem favorito mais recente.

Vai ter que ser o Conde de "O Conde de Monte Cristo". Gente, nunca vi um personagem tão desafiador, com personalidade tão multifacetada e com tamanho crescimento em uma obra só. Ele está numa missão de vingança e possui planos muito pensados, atitudes muito inteligentes, mas ao mesmo tempo mantém sua conduta honrada e o olhar voltado para o justiça divina e para a gentileza com os de bom coração. Apenas incrível!


10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

"As Vinhas da Ira", de Steinbeck (resenha aqui) relata a vida de uma família de retirantes no período da Grande Depressão nos EUA. A trajetória deles é de bastante sofrimento e o livro nos reserva lições muito emocionantes. Eu chorei em vários momento da leitura da obra!


11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

"Vidas Muito Boas", da J.K. Rowling me deixou bastante feliz. Primeiro porque eu achei que não leria nada da J.K. por um longo tempo e fui surpreendida ao encontrar essa belezinha na livraria. Segundo porque é um livro tão inspirador, que eu terminei de ler com bastante alegria no coração e desejo de me tornar uma pessoa melhor. Leia a resenha dele aqui.


12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2018.

Essa é impossível de responder. Não assisti a nenhuma adaptação em 2018 e tenho ido ao cinema bem menos do que gostaria. Se eu tiver que apontar uma adaptação do meu agrado, seria "Animais Fantásticos e Onde Habitam" ou "Garota Exemplar", mas de 2018 não tenho nenhuma para citar.


13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre.

Eu gosto muito da resenha de "O Médico e o Monstro" (aqui), "Carta ao Pai" (aqui) e a de "Senhor das Moscas" (aqui). Não dá pra escolher uma só (rs).


14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

As edições da Companhia das Letras de "Guerra e Paz" e de "Anna Kariênina" foram as mais lindas que entraram na estante esse ano. Tem fotos de todos os meus livros lá no instagram: @karolgoncalvesblog.


15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

Preciso ler "It a Coisa", que vou começar dia 30 de julho e gostaria muito de ler "Os Miseráveis" ainda esse ano!

Esse foi o post de hoje, pessoal. Espero que tenham gostado de saber como andam as minhas leituras esse ano. Me conta nos comentários as suas respostas para essas perguntas, eu vou adorar saber!

Créditos: Foto (aqui).

Posts relacionados

4 comentários

  1. AMEI essa tag e poder ver esse balanço literario do ano até agora! a insustentavel leveza do ser é mesmo um excelente livro e o conde de monte cristo está super na minha TBR, espero le-lo em breve

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa TAG é realmente legal! Leia mesmo O Conde, você não vai se arrepender!!!

      Excluir
  2. Oi Karol!

    Eu amo posts de tags. Também quero responder essa por longos anos. Gostei muito de ler suas respostas e tenho certeza que vou ficar com "Vinhas da Ira" e "Ratos e Homens" anotado na mente :D

    It e Miseráveis ainda esse ano??! Parece desafiador... inclusive, estou percebendo que você adora um calhamaço ne hahaha

    Sucesso moça!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaahh vou esperar ansiosa até você começar a ler Steinbeck!

      Menina, tô apaixonada pelos calhamaços mesmo e acabei começando IT. Vamos ver se vai dar tempo fazer tudo até o final do ano!

      Excluir