The Good Place - série disponível na Netflix - une filosofia e comédia de forma maravilhosa

junho 01, 2018


Eleanor morreu e, na primeira cena da série ela é informada por Michael que ela foi para o Lugar Bom (The Good Place). É simples assim o começo dessa série incrível e que é uma adição muito valiosa para o catálogo da Netflix! As duas primeiras temporadas estão disponíveis e vão discutir vida após a morte com muita comédia e filosofia.

Se você não assistiu ainda, provavelmente está pensando que não existe uma forma bacana de unir essas três matrizes. Mas tem sim e The Good Place é o resultado dessa união! Vou te explicar o porquê.

Eleanor (Kristen Bell, nossa eterna Verônica Mars), foi para o Lugar Bom por causa da pessoa incrível que ela foi durante sua vida na Terra. Praticou ações humanitárias muitíssimo nobres e fez por merecer uma vida após a morte tão maravilhosa quanto suas ações humanas. Isso pelo menos é o que Michael, o arquiteto do Lugar Bom, conta pra ela.

Ele apresenta a Eleanor toda a vizinhança do Lugar Bom, as comidas e, por fim, o lugar onde ela vai morar. Segundo ele, as casas são arquitetadas com os gostos particulares de cada pessoa e, por isso, a casa dela tem fotos de palhaços. Claro que as surpresas desse lugar não param por aí. Michael apresenta a Eleanor a sua alma gêmea, Chidi Anagonye, ja que no Lugar Bom, todos são agrupados com pessoas perfeitas para serem suas almas gêmeas.

Chidi é nigeriano e, durante a vida, foi professor de Ética e Filosofia. Ele está sempre muito preocupado com suas condutas e segue à risca as teorias que estudou e se dedicou durante sua passagem pela Terra.

Quando Michael apresenta os dois e os deixa sozinhos, vem a surpresa do enredo: Eleanor admite que foi uma péssima pessoa em vida, super egoísta, odeia palhaços e que há alguma coisa errada, porque de toda a história que Michael contou, apenas seu nome estava certo! Claro que o Chidi, sendo um homem muito ético, pensa inicialmente em entregar esse segredo e tenta convencer Eleanor que o Lugar Ruim talvez não seja tão ruim assim.

Acontece que eles definem uma estratégia: Chidi, sendo alma gêmea da Eleanor, vai dar aulas de ética e filosofia pra ela, na tentativa de fazer com que ela se torne uma pessoa melhor. Ela se compromete a estudar com afinco e a não mentir, deixar de ser egoísta, se oferecer para as atividades coletivas da comunidade.

A comédia da série gira em torno dos diálogos e dessa tentativa da Eleanor de ser melhor, mas que obviamente não dá certo de início. É realmente muito engraçado! Cada vez que Eleanor pratica um ato egoísta, acontece alguma catástrofe no Lugar Bom e Michael começa a investigar o que tem de errado no local perfeito que ele projetou. Por isso, ela precisa mesmo se esforçar nas aulas com Chidi.

A filosofia entra nesse momento. Chidi vai apresentar a Eleanor a teoria das virtudes de Aristóteles e como o filósofo propõe que nossos atos visem sempre alcançar o bem maior. A teoria da razão de Kant também é bastante explorada na série e esta é realmente uma teoria muito interessante sobre o comportamento moral ser único para todas as situações.

A série conseguiu passar teorias que são bastante complicadas e densas de uma forma muito divertida, elevando o estudo da filosofia no crescimento pessoal dos indivíduos. É muito divertido ver Eleanor lidando com os estudos e o seus costumes extremamente egoístas. Claro que tudo isso com a finalidade de continuar no Lugar Bom, o que é um objetivo puramente egoísta também.

Se você me segue no instagram (@karolgoncalvesblog), você sabe que eu faço especialização em Filosofia e Teoria do Direito e viu a surra que eu tomei mês passado para sintetizar a metafísica de Aristóteles. Curiosamente, essa semana estou estudando Kant e eu realmente amo esse universo da filosofia. É super legal poder enxergar a filosofia através de uma série de comédia e saber que pessoas que nunca pensaram muito nos filósofos expoentes da racionalidade humana, podem agora receber informações sobre isso de forma tão divertida!

Além desse panorama geral, a série conta com outros personagens que valem o comentário. Temos a Janet, que tem forma humana de mulher, aparece sempre que escuta seu nome, mas que é, na verdade, um banco de dados que ajuda a todos no Lugar Bom e sua participação na série ganha muita importância e nos rende boas risadas. Além dela, temos o casal vizinho de Eleanor e Chidi que vale prestar atenção porque surpresas muito divertidas estão reservadas para esse casal.

O final da primeira temporada é SURPREENDENTE! Eu realmente não esperava nada daquilo, me pegou totalmente de surpresa. A segunda temporada, por sua vez, tomou rumos que eu não esperava, mas o final foi incrível e eu mal posso esperar pela terceira!

Se você ainda não assistiu, dê uma chance para The Good Place. A série pode te surpreender com diálogos engraçados, doses muito inteligentes de filosofia e com destaques divertidos para nossas falhas e capacidade de sermos melhores enquanto seres humanos. Talvez seja uma das séries mais inteligentes que eu já assisti que não tem a intenção de parecer inteligente. É uma série de comédia, mas tem muto nas entrelinhas. Vale a pena assistir!

Posts relacionados

6 comentários

  1. Oi Karol.
    Adorei sua resenha e fiquei pensando que se eu não tivesse começado a série já, começaria agora. haha Me interesso muito por filosofia e também pelo tema do "pós-vida", que foi o que inicialmente me levou a ver a série. Mas o fato é que estou arrastando a primeira temporada há meses... não achei graça nenhuma e bastante entediante também. Engraçado, pq todo mundo fala bem! Acho que vi os 8 primeiros, se não me engano, até o momento. Mas pretendo terminar, com certeza. Espero mudar de ideia até o final!
    Bjss

    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eduarda, fico feliz que tenha gostado da resenha. Muito obrigada pelo carinho! Engraçado como cada pessoa tem uma reação né? Eu achei demais e dava boas risadas kkkkk. Espero que vc continue porque o final tem umas descobertas que eu considerei surpreendentes! Tomara que vc goste. Que bacana que vc se interessa por filosofia, eu sou apaixonada! Vou retribuir a visita no seu blog tb, beijosss.

      Excluir
  2. Muito boa sua resenha e análise das filosofias usadas na série! Já assisti e gostei muito! ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bárbara! Muito obrigada, fico feliz que tenha gostado. Eu amei a série também! <3

      Excluir
  3. Aaah essa seria é muito boa, e lendo esse post incrível deu vontade de ver de novo rsrs Amei demais, você escreve super bem, parabéns.

    www.louisefernanda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, muito obrigada pelo carinho. Realmente, a série é muito boa e eu também fiquei com vontade de rever depois que escrevi o post kkkk.

      Excluir