3 escritores famosos que eu não consigo ler

junho 12, 2018


Não sei se já aconteceu com vocês, mas tem alguns autores que são aclamadíssimos entre as pessoas que consomem literatura e que eu simplesmente não consigo ler. Alguns eu já tentei mais de uma vez, mas não consigo passar da metade dos livros. Claro que há sempre a possibilidade de eu ter começado a ler pela obra errada ou estar lendo no momento errado da minha vida, enfim.

Então, decidi fazer esse post pra comentar com vocês quais os 3 autores que eu gostaria demais de ter lido as obras, mas que eu não obtive sucesso. Vamos falar sobre áreas diferentes da Literatura, sendo que, uma delas é a minha preferida, inclusive. Pra você ver que não é receio com um estilo literário pontual, mas um problema mais abrangente.

Espero profundamente que eu não esteja sozinha nesse barco (risos)! Vamos conversar sobre os escritores?


1. CASSANDRA CLARE

Cassandra Clare dispensa apresentações né? Ela é a autora de séries de livros aclamadíssimos como Instrumentos Mortais e As Peças Infernais e é uma querida no meio literário. Dentre o pessoal que gosta de fantasia, é difícil você encontrar alguém que não goste dela. Talvez, por causa disso, eu tenha começado Cidade dos Ossos, primeiro livro dos Instrumentos Mortais, com altas expectativas.

Eu dei início a essa leitura há uns quatro anos, se não me engano. Não consegui passar da metade, não estava nem um pingo interessada na história. Alguns meses depois, me forcei a concluir e consegui terminar. Até gostei das descobertas do final, mas não o suficiente para encarar uma série gigante como essa.

Mas eu não desisti por aí. Alguns meses depois, encontrei uma promoção e comprei a série As Peças Infernais inteira (são 3 volumes). Comecei a ler e não passei do primeiro capítulo. Sei que isso não é o suficiente para opinar sobre o livro, então não seria nem justo dizer que não gostei. Eu simplesmente não me conectei com o universo que a autora criou nos livros dela.

Quando eu li Cidade dos Ossos, tive a impressão de que tinham muitos elementos fantásticos naquele universo e isso não me atraiu muito. Acredito que essa tenha sido a razão para eu não conseguir avançar, não me pareceu crível ou profundo um universo com tantas criaturas tão diferentes. Eu gosto mesmo quando há um número menor de criaturas fantásticas e aí você consegue entender cada uma, como elas se organizam, quais suas peculiaridades e afins.

Claro que há sempre a possibilidade de a autora ter verticalizado a discussão nos outros livros e, como eu não li, nunca vou saber. Por isso, não estou criticando as obras, eu nem poderia, apenas apontando o que de cara não me atraiu.

Gostaria muito de ter me jogado nesse universo criado pela Cassandra, vejo o quanto os fãs são apaixonados pelos livros dela e o quanto eles se empolgam a cada lançamento.Tentei ver a série, Shadowhunters, mas também não gostei e acabei desistindo. Algum de vocês sugere algo ou tem alguma dica pra me dar? Devo insistir mais uma vez?


2. RANSOM RIGGS

Minha história com Ransom Riggs começou quando a Leya lançou edições maravilhosas da série do Orfanato da Srta Peregrine e eu decidi comprar o primeiro livro pra ler. O livro tem um começo muito curioso e ele flui com muita facilidade. Pelos primeiros capítulos, eu jurava que ia amar a história. Acontece que, depois de um certo número de capítulos achei muito enfadonho o livro e terminei a obra na base da leitura dinâmica.

Por acaso, eu ganhei outro livro dele de natal no final do ano e não tive vontade de ler e nem uma gota de disposição para terminar a série. E a minha história com Ransom Riggs terminou tão rápido quanto começou. Assim como no caso da Cassandra, eu vejo o quanto o pessoal gosta dos livros dele e eu gostaria de ter me conectado melhor com a história também, mas não aconteceu.

Nesse caso, eu acredito que tenha sido toda a questão de fenda no tempo e tudo mais. Acho o tempo algo manhoso para trabalhar. Conhecemos e amamos algumas obras espetaculares sobre tempo, viagem no tempo, ida e volta e, acredito que por causa de toda essa expectativa alta com histórias que tratam de tempo ainda que minimamente, é que "O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares" não funcionou pra mim.


3. JANE AUSTEN

Escrevo essas linhas com o meu coração partido. Sim, apesar de amar os clássicos, até hoje não consegui ler Jane Austen e gostaria muito de mudar essa realidade! Comecei a ler as obras da autora pela edição bilíngue de Orgulho e Preconceito e fiquei muito distraída com essa coisa de ter dois idiomas ali nas mãos e toda hora eu pulava de um pro outro, sem saber ao certo aonde eu deveria ficar.

Acho que, se eu fosse tentar ler Jane Austen novamente, o que eu certamente farei porque não desisti dela ainda, eu tentarei ler em outra edição, em que tenha apenas um idioma. Acredito de verdade que o fato de a edição ser bilíngue me distraiu muito e tirou meu foco da leitura.

Eu me lembro de ter gostado muito de algumas partes do livro, mas por alguma razão eu perdi o interesse depois da metade e não consegui retomar. Isso já tem uns dois anos e eu teria que voltar ao começo para dar uma nova chance para Orgulho e Preconceito.

No caso da Jane Austen, também fiquei aberta à possibilidade de começar a ler por outra obra que não seja Orgulho e Preconceito. Talvez seja uma boa opção também e agora que a Martin Claret está relançando os clássicos em edições impecáveis, talvez seja o momento de dar mais uma chance a Jane Austen, autora querida por muita gente nesse universo literário.

No post de hoje eu quis conversar com vocês sobre autores que muita gente gosta e que eu não consigo ler ou continuar lendo. Não se trata de não ter gostado, mas de ter apreciado alguns momentos, mas não conseguir permanecer nas leituras. Caso você já tenha passado por isso, deixa seu comentário. 

Também aceito sugestões e dicas para dar novas chances a esses autores, caso vocês já tenham lido outras obras deles e tenham gostado! Vamos trocas experiências!

Posts relacionados

1 comentários

  1. tive minha primeira experiencia lendo jane austen recentemente e achei ela a mae do chicklit que é um estilo que nao gosto, mas é mt bem escrito hehe

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir