Técnica Pomodoro nos estudos para concursos públicos

abril 29, 2018


Como aproveitar melhor o tempo, otimizar o estudo e ser muito mais produtivo nos conteúdos certamente é uma preocupação constante na sua vida se você estuda para concursos públicos. A verdade é que nunca temos o tempo que gostaríamos, temos milhares de distrações e, geralmente, quando conseguimos estudar, o cansaço toma conta e o nível de absorção é mínimo.

Essa também foi e, por vezes continua sendo, uma preocupação minha. Por isso, assim que entrei para o time dos concurseiros, me preocupei em entender algumas das milhares de técnicas existentes e ver o que se adequava pra mim. A primeira coisa que eu percebi e que precisa ser entendido é que não há fórmula mágica e única nesse universo, decerto que o que funciona pra mim pode não funcionar pra você, e tudo bem!

Entretanto, vamos falar hoje de uma técnica que pode ser usada nos estudos e que é mais genérica e totalmente adequável. Por isso, considero a Técnica Pomodoro um dos trunfos que descobri por aí e que me ajudou demais durante minha última preparação. Se você ainda não conhece, vamos entendê-la e se você já conhece, não sai daqui, porque nós vamos conversar sobre como personalizá-la para as suas necessidades!


CONHECENDO A TÉCNICA POMODORO!


A técnica foi criada pelo italiano Francesco Cirillo no final da década de 80, quando ele buscou gerenciar seu tempo com um timer de cozinha, na tentativa de ser mais produtivo e de otimizar seu tempo. O objetivo era simples: ficar COMPLETAMENTE focado em determinada tarefa por um tempo e tirar uma pequena pausa depois. Por fim, repetir esse ciclo. Ele chamou de Pomodoro o período de foco.

Em resumo, você fica focado totalmente por um tempo (TOTALMENTE MESMO) e tira um intervalinho depois. E repete isso durante todo o período que você tiver disponível para aquela atividade. O italiano fez vários testes para chegar à quantidade de tempo que ele conseguiria ficar focado sem qualquer distração. Após as tentativas, ele chegou ao seguinte passo a passo:

  • Organizar as atividades que você precisa fazer (Já conversamos sobre como se organizar em 3 dicas práticas aqui; conversamos também sobre como traçar metas possíveis aqui; mostrei pra vocês como eu me organizo aqui).
  • Programar despertador/timer/cronômetro para 25 minutos e dar início à sua atividade em total foco e atenção ao que está fazendo.
  • Quando o despertador sinalizar o fim dos 25 minutos, tirar 5 minutos de intervalo.
  • Após o intervalo, repetir o processo de 25 minutos de foco e 5 de intervalo.
  • A cada 4 Pomodoros, o próximo intervalo a ser tirado passa a ser de 30 minutos.


A ideia é repetir esse procedimento sempre que você tiver atividades a realizar que necessitem da sua completa atenção. É um método interessante, justamente pelo fato de você se forçar a manter o foco, sabendo que será apenas por um momento e que depois terá recompensa pelo foco.


ENTENDA POR QUE A TÉCNICA POMODORO FUNCIONA NOS ESTUDOS PARA CONCURSO!

No primeiro post sobre concursos públicos (você pode ler aqui), conversamos sobre diversas coisas e, dentre elas, sobre o fato de a trajetória até a aprovação ser um caminho árduo e muito solitário, justamente pelo fato de ser algo que precisamos fazer sozinhos e essa solidão, dentre diversas outras razões, gera muitas distrações.

É fácil chegar cansado do trabalho e não conseguir se concentrar. É muito fácil ainda se perder nas redes sociais vendo a vida perfeita de pessoas que já tem (ou aparentam ter) tudo aquilo que você deseja. Bastou você se distrair por um momento e já era, passou o reduzido tempo que você tinha pra estudar.

Em resumo, estudar para concursos é sinônimo de RENÚNCIA e com certeza vocês já sabem disso!

A Técnica Pomodoro é perfeita exatamente por isso. Ela funciona como uma espécie de estímulo, de dualidade entre trabalho e recompensa, que te faz ter a certeza de que quando aquele período (que não é tão grande) acabar, você será recompensado com alguns minutos para olhar suas redes sociais, comer, esticar as pernas.

O melhor é que esse intervalo é curtinho também e, portanto, capaz de limitar seu momento de distração. Por tudo isso, ele tem grandes chances de ser ideal para a sua preparação para concursos públicos e para estudos e atividades em geral.

Claro que não significa que você vai seguir exatamente o passo a passo original. No meu caso, por exemplo, a técnica original não funcionou, mas eu adaptei para a minha realidade e foi perfeito! Vamos falar sobre isso agora.


CALMA, A TÉCNICA É ADAPTÁVEL... VEJAM A MINHA EXPERIÊNCIA!

Como eu sempre falo, a técnica de estudo ideal é a que funciona pra você. Você não precisa ser extremo, aceitando o modelo tradicional ou desistindo de daquilo. Sempre que for testar alguma coisa, veja se aquilo é adaptável e, caso seja, procure uma forma de se tornar ideal para a sua realidade e só assim você conseguirá tirar o máximo de benefícios de uma nova experiência.

Com o Pomodoro foi exatamente assim pra mim. Assim que descobri e entendi do que se tratava, resolvi testar. O que eu percebi foi que quando estava chegando nos 25 minutos eu estava começando a aquecer, a pegar velocidade e aí já era hora de parar. Acontecia a mesma coisa quando eu voltava do intervalo, quando finalmente eu estava aquecendo já era hora de parar de novo!

Entendi que o melhor para mim seria um fazer um Pomodoro maior. Depois de alguns testes, firmei o tempo de 50 minutos de foco com 10 de intervalo. Isso seria ideal justamente por fechar uma hora certinha. Acontece que, mesmo com 50 minutos, eu achava que dava pra explorar mais um pouquinho o tempo de foco, aproveitar um pouco mais, sabe?

Até que eu decidi fazer 1 hora de foco e os mesmos 10 minutos de intervalo e esse é o modelo que eu uso até hoje nos meus estudos ou qualquer outra atividade que exija foco, atenção e prioridade. 

Então, você pode testar o tempo que funciona pra você. Preste atenção em como o seu corpo funciona, por quanto tempo em média você consegue manter o foco. Cada pessoa funciona de um jeito, cada um tem suas limitações e facilidades, então procurem a técnica e a forma que funciona bem para vocês.

Espero que esse post ajude nos seus estudos e, por favor, lembre-se de me contar se deu certinho, se vocês gostam dessa técnica ou se pretendem fazer o teste. Conversa comigo lá pelo instagram: @karolgoncalvesblog ou aqui nos comentários!

Beijos e bons estudos!

Posts relacionados

0 comentários