15 livros para ler em um dia

fevereiro 22, 2018


Esse é um post que eu já queria fazer há algum tempo, desde que eu vi pessoas fazendo vídeos com esse tema. Não há nada mais incrível do que receber várias indicações de livos maravilhosos e que podem ser lidos rapidamente.

Não sei se vocês vão concordar comigo, mas há algo de muito especial em livros curtos e de narrativa fluida. Você não despende muito tempo pra realizar aquela leitura, a história precisa se desenvolver rapidamente em função do reduzido número de páginas e ninguém disse que para ser incrível um livro precisa ser grande.

Por tudo isso, decidi reunir 15 livros que podem ser lidos em apenas um dia e todos eles possuem uma representação muito bacana pra mim, são livros que marcaram a minha vida como leitora. Além disso, tem muito livro clássico pra você que tem receio de ler os clássicos, tem livro contemporâneo com cara de clássico e contemporâneo com cara de contemporâneo mesmo! Rs...

Alguns deles já foram resenhados ou comentados aqui no blog ou no instagram, então serei breve nos comentários. Pega a caneta, meus queridos. Anota aí que vem surra de livro!


1. No Mar - Toine Heijmans

Eu comentei sobre esse livro lá no Instagram e você pode ler meus comentários aqui.

Vou te adiantar que o nosso personagem principal decide que precisa de um tempo sozinho e vai de barco da Dinamarca até a Holanda. Nessa viagem ele faz diversas análises sobre sua vida, sobre a rotina de um emprego corporativo, a felicidade e é um livro sobre tirar um período sabático para pensar. A proposta é bem interessante. Lá pelas tantas acontece algo em alto mar e o livro fica TENSO. Inclusive, preciso encontrar alguém que já leu também para conversamos sobre esse final.

De qualquer forma, pessoal, é uma obra que pode ser lida facilmente em um dia, é super curtinha e tem umas reflexões bem interessantes.



2. Meu Menino Vadio - Luiz Fernando Vianna

Esse livro me ganhou pela quarta capa. Quando peguei ele na livraria, olhei o fundo e li o seguinte: "Se eu queria ter um filho autista? Não.O que a convivência com ele me proporciona mais: prazer ou angústia? Angústia. Ainda assim, amo meu filho? Mais do que qualquer palavra pode traduzir".

Foi assim que eu fui parar com esse livro em casa e peguei pra ler assim que cheguei. Não consegui largar mais, li em menos de um dia e por isso ele é o livro perfeito para essa lista!

Como já deu para adiantar, trata-se de uma obra de não ficção em que o autor expõe de forma muito sincera e humana os relatos de sua vida com o filho autista. Me emocionei muito, aprendi muito sobre a luta dos pais por direitos, representatividade e respeito e certamente me sinto melhor por ter lido algo assim. Leiam também!


3. Fahrenheit 451 - Ray Bradbury

Eu ainda preciso falar algo sobre essa obra magnífica? Foi só o meu livro preferido de 2017 e entrou para os melhores livros da minha vida. 

É uma distopia que fala sobre livros e que te torna um ser humano melhor no instante em que você tem acesso às inúmeras e essenciais reflexões que formam essa obra.

É um daqueles livros que tem uma espécie de magia e brilho próprio que são inexplicáveis. Leiam, pelo amor de Deus.

Eu li esse livrinho na Maratona Literária de 24 horas que eu fiz, então já está provado que ele realmente pode ser lido em um dia. Eu passei o vídeo inteiro da maratona falando dele (veja aqui) e comentei também nesse post aqui.



4. O Velho e o Mar - Ernest Hemingway

Essa foi a obra que brigou com Fahrenheit 451 pela primeira posição nos melhores livros do ano passado. Não há nada em palavras que eu possa usa e que expresse o quanto eu amei esse livro.

Temos mais um caso de mar e reflexões. Nosso querido Santiago é um senhor que sai em alto mar para pegar um peixe muito grande e provar aos seus companheiros pescadores que ele ainda consegue.

Mal sabe Santiago que a experiência da solitude pode te fazer repensar todos os conceitos e as decisões que você já tinha como certa.

É um dos enredos mais simples que eu conheço, mas ao mesmo tempo foi um dos livros que mais me fez pensar a minha existência! Comentei sobre ele aqui.


5. Aos 7 e aos 40 - João Anzanello Carrascoza 

Esta obra é uma daquelas capazes de trazer paz e aquecer o coração. É um livro sobre as belezas e os desafios da vida cotidiana, mas é tão singelo e tão especial que realmente destaca o que há de mais bonito na vida.

Trata da importância das amizades e das relações interpessoais que sempre estarão ali para nos socorrer quando a solidão for mais do que conseguimos suportar.

Esse livrinho merece ser lido e ele você vai gastar tão pouco tempo por uma experiência tão incrível que vai dar vontade de reler assim que você o fechar.

Comentei um pouco mais sobre ele nesse post aqui.




6. A Metamorfose - Franz Kafka

Mais uma obra que dispensa quaisquer comentários. Clássico da literatura mundial, obra aclamada no mundo inteirinho e que merece cada comentário positivo que recebe.

Nosso personagem principal, Gregor Samsa, acorda um dia metamorfoseado em um inseto gigante e asqueroso e o resto, meus queridos, é pura filosofia, reflexão, vísceras, natureza humana e realidade.

O livro possui menos de 100 páginas e você vai ficar tão chocado com essa leitura que não vai conseguir parar.

Comentei mais sobre essa obra neste post aqui.





7. Enclausurado - Ian McEwan

Comprei e comecei a ler no mesmo dia. Dei início à leitura durante a tarde e no período da noite eu já tinha acabado. Juro! Não tem como largar.

A obra é inspirada em Hamlet e o narrador é um feto. Preciso te falar mais alguma coisa pra te convencer a ler? Corre e vai arrumar um exemplar pra você porque isso aqui é leitura de altíssima qualidade.

Escrevi mais sobre ele aqui.








8. A Revolução dos Bichos - George Orwell

É a insurreição dos animais do Rancho contra o dono do local, que leva os animais ao poder. O que deveria ser um governo marcado pela democracia e garantia dos direitos e liberdades de todos os animais se transforma rapidamente em um governo totalitário e repressor.

É o livro para te fazer pensar na política, no poder, no homem enquanto ser que regula suas próprias regras de convivência. É um tratado sobre governos totalitários que, apesar da roupagem leve e da leitura fluida, nunca mais vai te permitir ser o mesmo.

Foi um dos meus livros preferidos de 2017 e eu falei mais sobre ele aqui.





9. O Curioso Caso de Benjamin Button - F. Scott Fitzgerald

A premissa desse livro já é amplamente conhecida por causa do filme. E justamente por causa disso, por vezes esquecemos a gigantesca genialidade do autor para criar uma história em que o indivíduo percorre o caminho inverso da vida, iniciando seus dias em idade avançada e terminando como um bebê. 

Esse livro vai te fazer relembrar o quanto essa história é magnífica e como podemos retirar reflexões diversas a respeito do ciclo da vida. Sem contar que se você deseja ler Fitzgerald, mas não sabe exatamente por onde começar, te aconselho a começar por aqui.

A leitura do conto é muito fluida e agradável. Terminei de ler em questão de poucas horas e foi uma experiência incrível.





10. O Papel de Parede Amarelo - Charlotte Perkins

Este talvez seja o livro que eu li no ano passado que mais me chocou. Entrou falcilmente para os preferidos do ano pelo efeito que ele me causou e pelo tanto que ele me fez pensar. 

Embora não parecesse na época, é um livro de temática feminista que vai discutir a preponderância da opinião do homem na família tradicional, os transtornos psicológicos sofridos por mulheres e o papel da mulher no casamento.

Li em apenas uma hora, mas a sensação de ter lido sobre uma realidade tão dura ficou por muito mais tempo comigo. Leiam!!!

Falei mais sobre ele aqui.





11. Sejamos todos feministas - Chimamanda Ngozi Adichie

Temos aqui mais um livrinho com temática feminista. Na verdade, esse livro é a transcrição de um discurso da Chimamanda. Eu já tinha assistido ao vídeo do discurso e achei tão maravilhoso que fui ler o livro também.

Só posso dizer que essa leitura é tão rápida quanto é maravilhosa e ler sobre a necessidade de sermos feministas, o real significado dessa palavra e ter acesso aos relatos pessoais que a autora conta sobre preconceito contra a mulher na base do dia a dia te faz pensar que uma mudança de atitude é medida imperiosa.

Sejamos todos feministas é um convite que você precisa aceitar. Apenas leia, ela vai te convencer!





12. O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald

Mais um Fitzgerald para a lista! Eu sei que esse livro não é tão curtinho quanto os outros. Mas ele também não é lá tão grande. Estamos falando de um dos maiores clássicos já escritos, ambientado na Era do Jazz e tão incrível que você não vai conseguir largar.

Temos a exuberância, riqueza, luxúria, beleza que, curiosamente, dão espaço para uma mensagem sobre amizade e fidelidade.

O livro é incrível, queridos, e completamente possível de ser lido em um dia.

Escrevi mais sobre ele aqui.





13. Crônica de uma Morte Anunciada - Gabriel García Marquez

Meu primeiro contato com Gabo foi através desse livrinho e posso dizer com muita segurança que, mesmo sendo pequeno, já dá pra sentir o poder a as maravilhas da escrita do autor.

Temos uma trama curiosa aqui. Como o título sugere, uma morte foi anunciada. Duas pessoas que pretendiam matar um rapaz, avisaram a toda a comunidade que o fariam e, o que é mais curioso ainda, ninguém faz nada a esse respeito. Já deu pra perceber que você vai pensar bastante após essa leitura né?

A escrita de Gabo nesse livro em específico tem um caráter mais jornalístico, de investigações e descobertas. Entretanto, ainda há a marca maravilhosa daquele que conduziu com maestria o realismo mágico.




14. O Senhor das Moscas - William Golding

Esse livro foi resenhado recentemente aqui no blog e você pode ter acesso a esse relato mais aprofundado aqui

De qualquer forma, posso te adiantar que é um livro curto e impossível de largar. Apesar de possuir algumas partes lentas, quando ele finalmente engata, o leitor consegue facilmente terminar em um dia.

Quanto ao enredo, estamos na Segunda Guerra Mundial e um avião repleto de crianças cai numa ilha deserta e nenhum adulto sobrevive. Então, temos crianças tentando sobreviver e recordar das regras que conheciam enquanto viviam em sociedade.

Acontece que a barbárie é instaurada com rapidez e os garotos facilmente esquecem da sociedade na qual um dia viveram. A obra é violenta, crua, visceral e repleta de reflexões.


15. Ratos e Homens - John Steinbeck

O último tinha que ser Ratos e Homens, porque ele se tornou o resumo desse post. Ele é o verdadeiro livro curto (100 páginas exatas) que ter permite ter uma experiência completa como leitor. Você consegue discutir o contexto social, sistema, política. Ao mesmo tempo, você consegue refletir sobre o homem, suas escolhas, seus sonhos. Você se apega aos personagens e torce para que seus sonhos se realizem. Você consegue se emocionar profundamente. E tudo isso acontece em apenas 100 páginas!!!

Eu não sei como o Steinbeck consegue fazer tudo isso, mas é justamente por isso que ele se tornou um dos meus escritores favoritos e esse é um dos melhores livros que eu já li em toda a minha existência.

Leiam a resenha que está aqui e leiam esse livro!




Esse foi o post de hoje, pessoal. Espero que tenham gostado e que esses livros sirvam de indicação para vocês. Me conta nos comentários se vocês conhecem, já leram ou tem vontade de ler algumas dessas obras, eu vou adorar saber. Beijos!

Posts relacionados

2 comentários

  1. Oi, Karol, tudo bem?
    Menina, que post legal, vou pegar essa ideia pra fazer lá no blog também, ameii. Não li nenhum dos livros indicados, mas conheço muitos. Acho que alguns desses eu não leria em um dia, haha, como o A Metarmorfose.
    Beijos,
    http://eusouumpoucodecadalivroqueli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, minha flor. Vou adorar ler seu post com esse tema. Adoro posts que indicam livros! Menina, A Metamorfose é bem curtinho mesmo. Mas é denso demais. Concordo com você que nem todo mundo leria, afinal é muito incômodo! Mas é um livrão viu? Vale a leitura!

      Excluir