História sobre amor, passado e reviravoltas: uma resenha de Um Caso Perdido da Colleen Hoover

janeiro 28, 2018


Algumas histórias de amor vêm com uma bagagem anterior. Não é culpa das histórias de amor nem é minha intenção culpá-las. Na verdade, histórias de amor são compostas por seres humanos imperfeitos e são eles que têm as bagagens. Afinal, somos mesmo seres imperfeitos pra um sentimento tão singelo quanto o amor. Por isso, uma das coisas que fazemos é entupir uma nova história de amor com dramas passados.

Por vezes, agimos assim. Mas acontece também de nem ser a intenção da pessoa colocar todo o drama da sua vida em determinada história. Simplesmente acontece porque experiências passadas mudam a pessoa e ela nem sempre vai de peito aberto pra uma nova história de amor, mas constrói muros ao invés de pontes.

Com a personagem principal desse livro foi mais ou menos assim. Somos apresentados a Sky, uma garota que vive longe de qualquer tipo de tecnologia, estuda em casa e fica com muitos garotos, apesar de não conseguir sentir nada por nenhum deles. 

Acontece que, no último ano de estudos do colegial, Sky, que até então tinha estudado em casa, decide finalizar o último ano numa escola como todo mundo. Em breve exposição, diante dessas novas experiências, Sky conhece Dean Holder. As pessoas da cidade comentam que ele é má companhia, mas (como todo romance), é desses que elas gostam! Rs.

Pela primeira vez, Sky consegue sentir alguma coisa e atribui esse feito ao Dean. Partindo daí, boa parte do livro é romance adolescente, o que, hoje em dia, me desanima bastante. Não tenho muita paciência! De qualquer forma, resolvi insistir, justamente por saber que vinha mais coisa por aí.

E veio mesmo! A nossa personagem principal tem um passado e Dean tem algum conhecimento a respeito da vida pregressa dela, muito embora a própria Sky não se lembre de nada. Ocorre que a convivência com ele faz com que ela comece a lembrar de alguns episódios e momentos da infância.

A partir daqui não seria interessante se eu contasse. Posso adiantar que o livro reserva algumas reviravoltas em sequência, o que atraiu muitos leitores que eu conheço. Também é interessante como eu livro aparentemente adolescente trata uns temas bem sérios. 

Foi por causa do passado da Sky que eu falei sobre relacionamentos e histórias de amor que já começam com bagagens prévias que as vezes a pessoa nem tem noção que tem. Eu gostaria muito que o livro tivesse abordado mais essa questão da dificuldade no relacionamento entre os personagens principais em função do passado deles. Seria uma experiência voltada para a interação humana, culpa, negação, que são temas que eu adoro.

Infelizmente, ao invés disso, tivemos o mocinho sentindo aquela carga de culpa forçada, quando, na verdade, está claro que ele não teve culpa nenhuma. Aí ele fica se maldizendo e me pareceu uma bela forçação de barra. Além disso, cai uma bomba no colo do casal e parece que para o relacionamento deles não fez muita diferença, mas faz uma diferença danada para os outros relacionamentos da Sky. Só acho que as descobertas que a Sky faz sobre seu passado muda cada aspecto da vida dela e gostaria muito de ter visto como ela ultrapassaria todas as dificuldades nos relacionamentos futuros.

Na minha opinião particular, seria um livro incrível para a Karol de alguns anos atrás. Achei boa parte das reviravoltas bem previsíveis, logo no início do livro eu já tinha imaginado o que viria e o romance não me apeteceu em nada. Não me apeguei aos personagens e não me identifiquei com nenhum deles. A história me comoveu, isso é inegável. E considero um tema relevante para ser discutido em livros para jovens adultos, mas não foi das minhas melhores leituras não!

Esse foi o segundo livro que eu concluí em 2018. Comecei a ler a obra por acaso. Queria, na verdade, algo leve para balancear com a leitura de A Insustentável Leveza do Ser que é um livro mais filosófico e que exige mais do leitor. Ele cumpriu bem o seu papel, inclusive indico a obra pra pessoas mais jovens ou que gostem de livros com personagens envoltos em um romance adolescente.

Posts relacionados

0 comentários