Image Map

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Leituras de Janeiro


Janeiro foi um mês produtivo para as minhas leituras, se considerarmos que eu tenho pouquíssimo tempo para ler. Como eu terminei a faculdade, agora estou trabalhado em tempo integral e a rotina anda muito intensa. Por esta razão, achei interessante ter conseguido ler quatro livros nesse mês.

Não foram livros grandes, isso é fato. Mas quase todos foram de uma intensidade surpreendente, o que sempre faz com que eu leia de forma lenta para tentar captar tudo que o autor quis transmitir.

Além disso, posso adiantar que foram obras incríveis. Inclusive, três delas foram sensacionais e merecedoras de 5 estrelas. Pretendo fazer resenha de todos eles aqui no blog. Agora vamos aos livros!

1. O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares



Primeiro livro do ano: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Autor: Ransom Riggs. Páginas: 332.

Confesso que minha vontade de ler este livro veio do relançamento dele em capa dura com jacket. A edição está impecável, um verdadeiro primor. Devo revelar também que fiquei interessada no livro porque achei que seria uma obra de terror, suspense. Isto porque estão espalhadas pelo livro diversas fotos interessantes sobre crianças peculiares.

Acontece que o livro não tem nada de terror, o que me deixou levemente desapontada. Mas dei continuidade à leitura ainda assim.

Em resumo, a obra conta a história de Jacob Portman, um adolescente comum que possui um avô incomum. Durante sua infância, seu avô contou-lhe histórias incríveis sobre crianças que tinham uma espécie de talento sobrenatural e viviam em um orfanato localizado em uma ilha no País de Gales.

Conforme Jacob foi crescendo, ele passou a desacreditar das histórias fantásticas que o avô lhe contava. Acontece que o seu avô morre de forma suspeita e Jacob presencia a criatura que atacou o avô. Pra completar, segundos antes de morrer, o avô fala pra Jacob que ele deveria ir até a ilha. Então, Jacob decide ir até lá descobrir se as histórias de seu avô são reais.

Esta basicamente é a premissa do livro, em breve exposição, é claro. Para aqueles que gostam de aventura, estilo sessão da tarde, este livro vai ser ideal.

Para mim, entretanto, não funcionou tão bem. Talvez se eu tivesse lido antes, teria sido perfeito. Acontece que esse ano eu estou mais interessada em livros profundos, que discutem os sentimentos humanos, as relações entre os seres no mundo, ações políticas, religião, matérias que moldem a minha percepção enquanto ser humano. Só por isso que talvez esta não tenha sido a leitura perfeita para mim.

De qualquer forma, é um livro interessante, com uma temática adolescente e aventureira. Então, se você gosta desses temas, este é o livro para você.

Só um cuidado: o livro tem alguns erros de português, o que me desapontou bastante. As informações sobre a edição mostram que tinha uma profissional responsável pela preparação do texto e cinco outros responsáveis pela revisão. Ainda assim houve esse pecado quanto à correção do texto. Muito triste!

2. A Revolução dos Bichos



Segundo livro do ano: A Revolução dos Bichos. Autor: George Orwell. Páginas: 147.

Se você achou que as distopias clássicas não eram para você, pare agora e comece a ler uma pra já. Este livro é literatura clássica de altíssima qualidade. E cuidado! Você corre sérios riscos de ficar mais inteligente depois de ler essa obra. Por isso, consuma sem restrição.

A Revolução dos Bichos vai contar a histórias de animais da Granja do Solar que se rebelam contra os humanos e decidem controlar suas próprias vidas sem a tirania daqueles que possuem duas pernas. O mais interessante é que o leitor vai descobrindo de forma bem escancarada o que o poder faz com os líderes, nos trazendo à reflexão de que nada muda de verdade.

O livro foi escrito como um manuscrito de revolta ao sistema opressivo de Stálin e à situação precária pela qual passava a União Soviética. Acontece que, se você ler com atenção, vai perceber que A Revolução dos Bichos se enquadra em, basicamente, todos os sistemas em que se confere poder a um indivíduo.

Trata-se de uma obra atemporal e que vai te fazer pensar na condição humana de dominação física e intelectual. 

Entrou muito fácil para os melhores livros da minha vida. E posso te adiantar que a cena final é absolutamente espetacular. Você vai repensar o mundo em que vive. Olha, é uma leitura perigosa e, por isso mesmo, essencial.

Sobre a edição, está impecável. A Companhia das Letras merece aplausos e eu vou explicar o porquê. A história mesmo vai até a página 112. A partir daí, somos presenteados com um Posfácio escrito por Christopher Hitchens em que ele analisa toda a discussão em torno da obra. Não bastasse, a edição ainda conta com prefácio escrito por Orwell para a primeira edição inglesa em 1945 e outro escrito para a edição ucraniana.

Dê uma chance! Vem pensar o mundo junto comigo lendo esse livro!


3. Enclausurado



Terceiro livro do ano: Enclausurado. Autor: Ian McEwan. Páginas: 199.

Primeiro motivo que já deve te convencer a ler este livro: o narrador é um feto. Isso mesmo! Quem vai te contar a história, ainda não nasceu e relata tudo da barriga de sua mãe.

Se o primeiro fato ainda não te convenceu, lá vai mais um: a obra dialoga com Hamlet de Shakespeare. Isto porque, o nosso feto narrador desconfia que sua mãe está tramando a morte de seu pai com seu próprio tio, assim como o Príncipe Hamlet que quer vingar a morte e traição sofrida por seu genitor.

Após esses dois fatos incríveis, o que mais eu posso te dizer sobre este livro? Bom, eu posso adicionar que a escrita de McEwan é uma das mais geniais que já vi na vida. É ácida, crítica e direta. Pela foto vocês podem ver a quantidade de marcações que eu fiz.

Posso dizer, ainda, que li o livro em um domingo. Uma vez que você começa, parar de ler é algo impossível. Apenas dê a chance de conhecer um dos narradores mais improváveis da história da literatura e venha ver como ele é simplesmente genial.

4. A Metamorfose



Quarto livro e último livro lido em Janeiro: A Metamorfose. Autor: Franz Kafka. Páginas: 96.

Eu decidi fechar o mês lendo Kafka. Já estamos chegando na metade de Fevereiro e eu ainda não superei o que eu li.

Logo na primeira linha do livro a problemática é jogada em nossa cara: o personagem principal da obra, Gregor Samsa,  acorda metamorfoseado em um inseto enorme e assustador.

O que fazer? Samsa era o provedor de sua família, jovem trabalhador, esforçado, querido por seus pais e irmã, agora vê-se no corpo de um inseto, não consegue se comunicar com sua família e, o que é pior, causa medo e repulsa àqueles que ama.

O leitor vai sendo introduzido ao caos que está se tornando a vida de Gregor com uma finalidade simples, porém desesperadora: questionar se aqueles ao seu redor ainda amariam você e seriam seus companheiros se você não pudesse oferecer mais nada a eles; será que as pessoas ainda vão se preocupar com você quando você não puder mais servi-las? 

São questionamentos perturbadores que Kafka força o leitor a fazer. Somos obrigados a pensar a natureza humana como ela realmente é: cruel. Não bastasse, a narrativa de Kafka é tão fria, tão crua que as poucas páginas deste livro vão atormentando o leitor até a última. 

O que acontece é que, quando você chega ao fim, percebe que esses questionamentos continuarão com você por um bom tempo. Livros como esse não são fáceis de serem lidos. Entretanto, é essencial que a gente leia e analise a condição humana, as relações interpessoais, para que sejamos forçados a evoluir enquanto seres viventes.



Curiosamente, os três últimos livros (os preferidos do mês) são da Companhia das Letras, editora que foi muito cuidadosa com essas edições. Isso alegra muito os corações de nós, leitores. Então, fica aqui um agradecimento à editora pelo trabalho adorável.

O primeiro livro é da editora LeYa que arrasou muito nesta edição em capa dura de O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Só tenho a fazer a ressalva dos erros ortográficos. Por isso, leiam com atenção!

Esse foi o post de hoje, espero que tenham gostado. Quais livros vocês leram esse mês? Já leram alguns desses que eu li em Janeiro? Conta pra mim nos comentários, eu vou adorar saber.

2 comentários:

  1. Menina, amei o posts. Adoro livro, amo ler e esses que você está mostrando aí são ótimos. Livros que sempre quis ler e resenhar lá no blog também. Ameeeei! Que Deus te Abençoe!

    www.ocristaocriativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Plínio. Muito obrigada pelo carinho. Também sempre tive vontade de ler esses livros e esse ano tomei coragem kkk. Leia mesmo, vc não vai se arrepender. Amém, Deus te abençoe também. Vou retribuir a visita!!!

      Excluir